O Observatório de Tecnologias Relacionadas ao Covid-19, do Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI

A Associação Brasileira da Propriedade Intelectual – ABPI foi uma das primeiras entidades privadas convidadas pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI para participar do futuro Conselho Consultivo do “INPI Negócios”, iniciativa que pretende disseminar a cultura e a prática da propriedade intelectual junto a empresas, startups e universidades, com objetivo de elevar o número de ativos de propriedade intelectual no País. A informação é do presidente do INPI, Cláudio Furtado, em videoconferência no Youtube ontem, dia 21, que contou com a participação de mais de 300 inscritos.

Mediador da conversa, o presidente da ABPI, Luiz Edgard Montaury Pimenta, listou, além o INPI Negócios, outras realizações da gestão atual do INPI, como o combate ao backlog de patentes, a adesão ao Protocolo de Madri e o sucesso no regime de teletrabalho dos servidores. Coordenada pela diretora-executiva da ABPI, Erika Diniz, a videoconferência teve ainda, pelo INPI, a participação  do diretor de Administração, Júlio Castelo Branco, e dos coordenadores Alexandre Lopes e Felipe Augusto Melo de Oliveira. A participação da ABPI no “INPI Negócios” foi também considerada por meio das 14 Comissões de Estudos da entidade, que reúnem-se periodicamente e se debruçam sobre temas específicos da Propriedade Intelectual.

Segundo Furtado, o “INPI Negócios” atuará junto aos residentes – startups, centros tecnológicos de empresas e núcleos de pesquisa das universidades – em três vetores:  primeiramente na “criação” da Propriedade Intelectual, seguida pela “proteção” propriamente dita e, por fim, no “alinhamento” com o processo de monetização e comercialização do ativo de PI. O objetivo é ter um crescimento de 20% no número de depósitos de patentes, que por conta do Covid-19 está na ordem de 14%“Queremos promover uma mudança de paradigma da autarquia de “produtor” de concessão de ativos de PI para “disseminador” das vantagens deste sistema”.

O vídeo completo com essa conversa pode ser acessado no canal da ABPI no Youtube.

VOLTAR
SEJA UM ASSOCIADO