Foram quatro dias intensos de palestras, debates, mesas-redondas e muito networking. Maior do gênero na América Latina, o XXXIX Congresso Internacional da Propriedade Intelectual da ABPI teve início, no último dia 24, com o pré evento, e encerramento na terça, 27, num encontro que reuniu, num mesmo espaço, os maiores especialistas da Propriedade Intelectual. “O balanço que fazemos deste congresso foi extremamente positivo: temas de grande relevância, público recorde e muitos estrangeiros, entre eles uma delegação de dez membros do escritório chinês de PI”, avaliou o presidente da ABPI, Luiz Edgard Montaury Pimenta. “O interesse nos temas foi tanto, que não conseguimos atender a todas as perguntas, o que deixa um gosto de quero mais”.

Com abertura do economista Ricardo Amorim e palestra inaugural do vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, o Congresso reuniu mais de 700 participantes, sendo 130 estrangeiros, entre sul-americanos, asiáticos, europeus e norte-americanos. Os debates sobre Propriedade Intelectual envolvendo marcas, patentes, desenho industrial e direito autoral, entre outros, foram abordados com grande contemporaneidade, sempre em conexão com o mercado globalizado. Constaram desta lista temas como inteligência artificial, games, Protocolo de Madri e regulamentação da cannabis medicinal.

Nas oficinas de boas práticas empresariais, especialistas no assunto debateram sobre Lei Geral de Proteção de Dados, compliance e técnicas de negociação. As mesas-redondas do pré-evento, organizadas pelas 12 Comissões de Estudo da ABPI lotaram as salas e registraram debates acalorados sobre temas de grande atualidade do mundo da Propriedade Intelectual.

Agora é esperar pelo próximo congresso da ABPI, de 22 a 25 de agosto do ano que vem, em Foz do Iguaçu, no Paraná.

 

Come back
SEJA UM ASSOCIADO